Qual o segredo para não borrar a foto? Como fazer fotos em movimento?

Atualizado: 8 de Out de 2019


Em situações de ação e movimento, as oportunidades para fazer fotos incríveis são grandes. Mas para alcançar os resultados desejados é preciso muita atenção e técnica. Eu sei que ouvir isso pode parecer assustador, mas tirar foto em movimento é mais fácil do que parece. É preciso conhecer bem alguns fatores essenciais: o que determina a nitidez e a exposição de uma imagem, além de ter domínio sobre as capacidades da sua câmera. As vantagens e limitações do equipamento determinam muito o que você pode fazer e o que precisa ter em mente, antes mesmo de sair para fotografar. Neste artigo vou falar mais sobre isso, além de apresentar dicas e técnicas selecionadas para lhe ajudar a ter sucesso na hora de capturar movimento. Vamos lá? Velocidade do obturador O obturador é a principal ferramenta que você deverá utilizar na hora de tirar foto em movimento. Esse mecanismo controla o tempo em que sensor ficará exposto à luz. Velocidades altas congelam movimento, enquanto as baixas criam borrões. Para determinar o valor do obturador é preciso decidir que efeito você quer alcançar com uma foto. Os exemplos abaixo servem como uma regra geral, mas os valores podem ser diferentes, dependendo da situação e da quantidade de luz disponível: velocidades de 1/50 e abaixo são lentas. Podem ser usadas para criar efeitos artísticos, como rastro de farol de carro ou efeitos de véu na água. São usadas também para fazer panning; velocidades entre 1/50 e 1/125 são normais ou médias. São para fotos mais comuns, de pessoas posando, objetos, etc. Em geral, dispensam o uso de tripé; velocidades acima de 1/126 são altas, e acima de 1/1000 são altíssimas. Elas permitem congelar movimentos muito rápidos com bastante nitidez. Essas velocidades podem congelar desde o salto de uma criança até o bater de asas de um beija-flor. É preciso lembrar também que, em conjunto com o obturador, o ISO e o diafragma formam o triângulo da exposição. É preciso encontrar um equilíbrio entre os três para que a foto fique como você deseja. Um ISO muito alto pode prejudicar a qualidade da imagem e a abertura do diafragma determina a profundidade de campo, ou seja, quanto da foto estará em foco. Ao escolher uma lente, pense nesses fatores, já que lentes claras (de abertura maior) permitem maior liberdade sobre a exposição. Foto borrada é quando você está com a velocidade e o diafragma baixo, então quando estiver com o diafragma baixo para fazer aquela foto mais desfocada o fundo aproveite para subir sua VELOCIDADE, VELOCIDADE ALTA = foto FOCADA VELOCIDADE BAIXA + DIAFRAGMA BAIXO = FOTO BORRADA


Localizadas em Canoas e Novo Hamburgo/RS

E-mail: contato.meulam@gmail.com

Telefone para contato 51 99506-6612 ou 51 99680-3006

© 2018 @meulamfotografia